As 4 maiores mentiras ditas no mercado de trabalho

Já contou uma mentirinha hoje?

Não é apenas nos contos de fadas! O Pinóquio cresceu e agora está no mercado de trabalho.

Sabemos que o ser humano está sempre propenso a contar aquela mentirinha vez ou outra, seja para benefício próprio, para não magoar uma pessoa querida, ou outros milhares motivos.

Mas, não é apenas na vida pessoal que isso acontece. Este habito tão inato pode acabar chegando até mesmo no mundo corporativo. E com o objetivo de desmistificar essas mentirinhas fizemos este artigo.

Será que você sabe quais são as 4 mentiras mais ditas no mercado de trabalho?

 

   1.    Mentiras no currículo

Quem nunca pensou em incrementar um pouquinho o currículo que atire a primeira pedra! Principalmente quando se está precisando muito de uma vaga.

Bom, pensar é uma coisa, mas fazer… Não são todos que realmente se arriscam. Mas quando fazem, quais são os pontos principais onde a mentira pode aparecer?

  • Salário anterior: Mentir sobre o salário para garantir um dinheirinho a mais no próximo emprego acontece com frequência. Bom, mas isso pode ser apenas uma ilusão do candidato, já que existe uma média salarial já pré-estabelecida para cada função.
  • Fluência de idiomas: Vários candidatos se arriscam aumentando o nível de fluência dos idiomas no currículo. Grande parte por acreditarem que não irão precisar utilizar a segunda língua, mas a verdade é que em algumas entrevistas, o entrevistador pode sim fazer perguntas e “desmascarar” a sua fluência.
  • Voluntariado: Fazer voluntariado pega bem no currículo né? Menos quando não é verdade! Além do que, esse não vai ser um ponto essencial para que o candidato seja contratado, apenas se a função tiver relação com o cargo a ser preenchido.

 

   2.    Mentiras sobre idade

Dificilmente encontramos pessoas com mais idade sendo contratadas, não é mesmo? Isso porque a idade sempre foi um fator importante para empregar um funcionário.

Mas, a realidade pode não ser tão ruim quanto os contratantes imaginam. Logo, esteja preparado para descobrir as mentiras que rodeiam a idade dentro do mercado de trabalho:

  • “Pessoas mais velhas não são aptas a exercerem trabalhos pesados”: A verdade é que condicionamento físico pode estar atrelado a idade mas não depende apenas dela. Existem muitas pessoas mais velhas com um condicionamento melhor do que de muitos jovens. Por isso, conhecer a pessoa e as suas habilidades é fundamental antes de descartar um candidato pela idade.
  • “Não se adequam à mudanças e nem à tecnologia”: Mesmo que algumas pessoas com mais idade possam ter um pouco mais de dificuldade para se adaptar (principalmente ao quesito tecnológico já que é uma geração que não nasceu neste meio) não significa que eles não possam aprender e se tornarem muito bons nisso!
  • “Não são inovadores, criativos e produtivos”: Ser jovem não significa ser aberto e criativo, bem como ser mais velho não significa deixar de ser inovador, empreendedor e produtor de ideias. Esses fatores não são medidos pela idade, mesmo que ainda haja pessoas que acreditem que sim.

 

Young man wearing a blue outfit. Cheating.

 

   3.    Mentiras sobre vagas

Pode-se dizer que é relativamente comum encontrarmos vagas que não são reais por aí. Isso pode acontecer por dois fatores principais:

O primeiro é por ser uma estratégia de algumas empresas que buscam criar bancos de dados, mapear o mercado, descobrir pretensões salariais e benefícios.

Mas o que realmente vale dar uma atenção redobrada é a existência de pessoas que divulgam vagas falsas para coletar dados pessoais.

Por isso, não saia por aí preenchendo qualquer formulário online, esteja ciente de que é um site confiável e que a empresa é conhecida. E por fim, não desista de mandar currículos e estar preparado para a sua próxima entrevista!

 

   4.    Mentiras sobre demissão

Ninguém mente em entrevista de emprego.

Mentira!

Todos querem ser contratados, por isso, parecer competente é essencial.

Só que essa vontade de impressionar e conseguir a vaga pode nos levar a contar algumas coisas não tão verdadeiras… Principalmente quando o assunto é sobre uma antiga demissão.

Nesses casos, o empregado tende a esconder o motivo real de ter saído da empresa antiga nas suas entrevistas, principalmente se for por performance.

Durante essas entrevistas, os candidatos contam inúmeros motivos de demissão que vão desde reestruturação da equipe até corte de gastos, mas dificilmente é sobre um baixo desempenho.

Apenas lembre-se que toda mentira tem perna curta, e a verdade é que alguns dos entrevistadores podem e vão pesquisar os reais motivos da saída do funcionário, e aí a história muda.

Outra mentira que envolve demissão vem por parte do empregador.

Bom, sabemos que demitir um funcionário pode ser uma tarefa muito difícil, principalmente se for alguém próximo e cativante. Neste caso, aquele famoso “não é você sou eu” entra em cena, mas claro que não é sempre assim, as vezes pode ser verdade mesmo.

 

E aí, já ouviu ou se identificou com alguma delas?

Lembre-se que além da mentira ser facilmente descoberta, os profissionais sinceros são sempre mais bem vistos no mercado! Mas, claro, não adianta apenas isso, é preciso impressionar pelo conhecimento! E por isso, investir em cursos técnicos e profissionalizantes que possam incrementar o seu currículo DE VERDADE te aproxima ainda mais da tão almejada vaga!

Quer conferir algumas opções ofertadas pelo Cetep Ensino? É só acessar o link!

www.cetepensino.com.br